Entenda a importância de EPIs para vidraceiros

É de conhecimento geral que alguns equipamentos e materiais são essenciais durante o trabalho de um vidraceiro. Normalmente o tipo de vidro utilizado em si, equipamentos de medição, ferragens, silicones e colas são alguns itens que vêm primeiro à nossa mente, mas não deixe de dar a devida atenção aos equipamentos de proteção individual (EPI’s): o processo de fabricação e instalação dos vidros pode deixar os profissionais suscetíveis a acidentes graves que podem ser evitados ao utilizar os EPI’s corretamente. Veja mais detalhes sobre o uso de EPI’s:

 

Por que utilizar EPI’s?

O uso adequado dos EPI’s evita quedas, cortes, perfurações e uma série de outros problemas relacionados à segurança do vidraceiro. A norma NBR 7199 – Vidros na Construção Civil – descreve uma série de recomendações nesse sentido.  Por mais que essa questão requeira maior investimento, é essencial que além do conhecimento e do uso criterioso dos EPI’s, os profissionais tenham treinamento adequado sobre os equipamentos e execução dos serviços com segurança.

 

Quais são os EPI’s utilizados por vidraceiros?

O uso de alguns equipamentos pode variar de acordo com o tipo de serviço e local que o vidraceiro trabalhará, mas em resumo, são estes os EPI’s essenciais para a segurança do profissional:

 

  • Capacetes: Protegem o profissional da queda de materiais como peças de vidro na cabeça. Precisam estar sempre firmes e são especialmente recomendados quando o vidro é movimentado acima da cabeça.

 

  • Óculos de proteção: Ao fazer a manipulação do vidro, em especial no momento de corte da peça, os óculos serão os responsáveis por proteger os olhos do contato com lascas de vidro ou outros produtos. 

 

 

  • Protetores Auriculares: Devem ser utilizados em situações que apresentam ruídos em excesso, pois eles podem causar perda auditiva induzida por ruído ocupacional. De acordo com a norma NR-15, que regulamenta atividades e operações insalubres, o recomendado de tolerância mínima é de 8 horas com 85 decibéis e o máximo é de 7 minutos com 115 decibéis.

 

  • Luvas e mangotes anti-corte: São indicados para proteger as mãos e os braços do profissional ao manusear máquinas e objetos cortantes, existem também luvas térmicas para trabalhos que envolvem o risco de queimadura.

 

  • Cinto de segurança: Essenciais para trabalhos em alturas, evitam quedas, possíveis acidentes e até situações fatais.

 

  • Botas: Precisam ser fechadas, sem cadarços e com biqueira de aço para dar proteção, firmeza e evitar tropeços e quedas. 

 

A Glassparts é uma empresa especializada na indústria vidreira criada para dar suporte com peças e componentes multimarcas para a manutenção e conservação de máquinas dos maiores fabricantes de diversas partes do mundo, além disso, a empresa também trabalha com diversos itens recomendados para a segurança do vidraceiro, confira! 

 

Acompanhe nosso blog para entender mais sobre os equipamentos e receber dicas sobre o setor vidreiro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
GlassParts
Precisa de ajuda?